Decoração para ambientes pequenos

Com o crescimento da população nas cidades, os espaços em imóveis urbanos têm ficado cada vez menores. Para os apaixonados por decoração, é difícil pensar como driblar os centímetros para deixar a “casa com a nossa cara”, mas há algumas dicas que podem ajudar nesse momento complicado.

Eliminas objetos que não combinem com o tema, ou não tenham utilidade, parece óbvio, mas muitas pessoas não conseguem visualizar seus itens de decoração com “sem utilidade”. Por esse motivo, vale a pena rever cada peça e vender ou doar as que não combinam mais com seu estilo.

Decoração para ambientes pequenos

Se possível, adquira itens que ajudarão o ambiente a ficar mais organizado, afinal, uma sala arrumada parece bem maior do que uma bagunçada.

Na parte da construção ou reforma, mantenha o sentido piso paralelo à parede, pois as alonga. Evite lustres pendentes, pois dão a impressão de diminuir a altura do cômodo. Quanto às cores, a escolha deverá recair sobre tons mais suaves e claros, que aumentam, de forma natural, um espaço comprimido. Se as paredes e o teto forem pintados em só tom, sofrerão uma ampliação visual, principalmente se a tinta tiver um acabamento com brilho, refletindo maior quantidade de luz.

Se puder optar por uma decoração monocromática, ou seja, em uma só cor, também vai aumentar seu espaço domiciliar. Utilize-a cor escolhida em tons de intensidade nos móveis e objetos decorativos do ambiente. Evite grandes contrastes com as paredes, pois isso causa um maior encurtamento do local.
Nos seus móveis, evite que sejam opacos, ao usar tampos e portas de vidro transparente, aumentará o campo de visão dentro do ambiente e permitirá maior passagem de luz. Sofás e estantes muito grandes podem tomar espaço, fechando até áreas de passagem. A solução mais inteligente é procurar móveis sob medida ou desenhados especificamente para ambientes pequenos.
Evite alocar o mobiliário perto de portas ou divisões de passagem, além de ser uma disponibilização pouco prática, vai apertar ainda mais um espaço pequeno. A aposta deve ser feita em mobílias menores como pufes, cadeiras sem braços, mesas baixas, entre outros. Já os itens de decoração que são altos, devem ser colocados junto às paredes e não em um espaço aberto.

Na hora de selecionar seus móveis, opte por peças grandes em menor quantidade do que muitas peças pequenas. A quantidade vai dar um aspecto de desordem ao ambiente, além de dificultar a manutenção e limpeza do mesmo.

A sua maior aliada neste caso será a luz natural, evite pendurar cortinas ou opte pelas feitas com tecido mais leve e certa transparência. Se sentir sua privacidade violada, escolha cortinas em tons claros e sem muitas camadas de tecido. Caso não haja luz natural abundante em sua casa, invista em focos de luz rentes ao teto e luminárias que não ocupem muito espaço. Se há portas separando os ambientes, retire as que não forem necessárias ou substitua-as por portas de correr, elas são uma barreira para a luz, mesmo estando abertas.

Os espelhos também são ótimo recurso para fazer qualquer espaço crescer, além de iluminarem, ao duplicarem a imagem do local dão a sensação de estarmos em dois ambientes diferentes.
Não abuse dos tapetes, um chão visível faz qualquer divisão parecer maior. Opte por coloca-los em uma parte específica do espaço, deixando a maior parte do chão a vista.

Investir em aparelhos de TV que fiquem penduradas diretamente na parede ou em algum suporte, permitem que dispensemos um rack ou móvel para eles, colocando outros objetos escolhidos com mais gosto.
Decorar não é difícil, mas encontrar o equilíbrio entre o que o espaço permite e o que você quer é complicado, porém possível. Siga as dicas acima e procure por outras, deixe a sua casa com a sua cara.

Fotos de decoração de ambientes pequenos:

pixel Decoração para ambientes pequenos
Gostou deste artigo?
Receba as novidades do site em seu email!
Aproveite, é Gratuito! =)

Deixe um Comentário...